[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]

Mudanças: Novos Desafios, Novas competências



Tereza Bandiera
Tereza Bandiera

Vivemos num momento histórico no cenário mundial, com um conjunto de grandes transformações que nos desafiam a pensar de forma diferente e a rever nossos modelos mentais.

Adventos como a globalização, o desenvolvimento de alta tecnologia, a entrada das novas gerações para o mercado de trabalho questionando os modelos existentes e as mulheres cada vez mais presentes no mundo dos negócios, são fatores que tem impactado fortemente a maneira de pensar a carreira e os negócios.

Qual é o futuro que está sendo desenhado e como podemos influenciar e ser protagonistas deste futuro?

A mudança traz inicialmente desconforto, pois nos tira da zona de conforto, da ideia de segurança e principalmente do controle. Ao mesmo tempo nos desafia a uma maior abertura interna e nos convida ao estado de aprender, que aumenta o nosso repertório de vida.

Muitos querem a mudança, poucos querem mudar!

Para fluir com a mudança precisamos desenvolver novas competências, pois se é mudança, é algo novo e que não sabemos.

Todas as pessoas podem aprender novas competências e se desenvolver em qualquer área, uns com mais fluência que outros por uma afinidade natural com determinados focos de aprendizagem, portanto homens e mulheres podem aprender diversas profissões. E no mundo de hoje o conhecimento pode ser facilmente acessado. Mas isto basta?

Podemos observar uma grande mudança que vem ocorrendo de forma visível: o crescimento das mulheres em cargos de liderança e de forma mais lenta as mulheres ocupando altos cargos de liderança. Esta mudança é muito valiosa para as organizações, e muitas já tem percebido e comprovados os seus resultados, incentivando sua expansão.

Ao mesmo tempo que esta situação cria um leque de novas oportunidades, evidencia o fato de muitas mulheres ascenderem a posições de comando, sem a visão feminina, sem perceber a importância que o desenvolvimento dos talentos e competências femininas trazem para a gestão.

Esta situação me remete ao aprendizado mais essencial que tive sobre a liderança feminina com Ramy Arany, especialista no universo feminino, que diz que “A presença feminina faz a diferença na liderança, quando as mulheres lideram como mulheres”, e explica que a mulher é uma líder natural, detentora de uma gama de talentos femininos que quando reconhecidos e desenvolvidos através de competências comportamentais, trazem o verdadeiro empowerment feminino para o todo da vida.

É muito rica esta visão, pois Ramy Arany aprofunda a necessidade de olhar para dentro e questionar velhos modelos existentes, que partiram do modelo masculino e traz uma nova visão sobre a Liderança Feminina, que promove o equilíbrio verdadeiro entre estas duas forças.

Atualmente a balança ainda pende forte de um lado e como resultado existem alguns entrechoques com a carreira feminina e alguns pontos para a reflexão:

Um grande exemplo disto é que se não houver um desenvolvimento de competências femininas, crescerá o número de mulheres no conselho e em altos cargos de liderança, com o mesmo modelo mental masculino e não haverá mudança na gestão, pois será mais do mesmo! Como desenvolve Ramy Arany, a beleza se encontra na mulher reconhecer a sua força, os seus talentos, desenvolver as competências femininas, agregada a todo o conhecimento necessário e fazer a diferença com a sua visão. Isto diminuirá a abismo entre a potência da mulher x o papel desempenhado.

Uma outra contrinuição importante para a progresso da carreira feminina é o curso voltado a formação de conselho só para mulheres, desenhada pela Anna Maria Guimarães, onde tenho a oportunidade de atuar no desenvolvimento das competências de conselho. É uma experiência muito rica o compartilhar dos aprendizados, experiências positivas, negativas, mitos e barreiras para atuar em conselho, sob a ótica das mulheres.

E como primeiro passo é essencial saber quem se é, suas fortalezas e Gaps, onde se está e onde quer chegar, este é o ponto de partida para o desenvolvimento de competências. Estabelecer a direção, desenvolver um plano, colocar em ação, é caminhar de forma certeira rumo aos objetivos estabelecidos, é a prática para a mudança ocorrer. O processo de coaching é uma valiosa ferramenta para isto.

Embora o conselho seja um local ainda bem masculino, o momento presente abre uma janela para esta realidade mudar e cabe as mulheres que almejam esta oportunidade se preparem, estudarem. O conhecimento é fundamental e o desenvolvimento de novas competências nos leva a integrar: novos conhecimentos, novas habilidades com atitudes adequadas ao foco.

Mas o que de fato impulsiona o sucesso é a atitude que comanda nossa postura perante nossos objetivos, pessoas e situações desafiadoras.  Pois são pelas atitudes, comportamentos que as portas se abrem ou fecham frequentemente.

E para aproveitar esta onda que surge possibilitando mudanças no contexto global, querer mudar, confiar em si mesma e ousar são escolhas essenciais rumo a um crescimento profissional bem-sucedido.

Querer mudar pode significar estar disposta a sair do lugar, mudar o estado das coisas, surpreender, não agradar todo mundo, falar não, remar contra a maré, se posicionar de forma assertiva, sustentar uma nova visão, ousar, inovar, ter coragem, levantar a bandeira, fazer o que acredita que seja o certo naquele momento.

Confiar em si mesma significa confiar na sua visão, capacidade, competências, manter a atitude firme frente aos desafios e medos, buscar aliados e não muletas para apoiar suas escolhas, falar o que pensa de forma adequada, entusiasmar-se com suas ideias e apoiá-las.

Ousar, pensar menos e fazer mais!

E para aquelas mulheres que tem um espirito de causar grandes mudanças, pense que sempre existe um propósito nas escolhas e valores envolvidos.

Ser feliz e se sentir realizada, são grandes direcionadores que inquietam muitas mulheres a buscarem deslocar cada vez mais suas carreiras e negócios de forma a conciliar seus valores essenciais, objetivos estratégicos, qualidade de vida e responsabilidade social. A mulher tem grande potencial para desenhar novas carreiras e modelos de negócio que integrem a vida. E, portanto, é uma grande agente de mudança em potencial.

Tereza Bandiera
Sócia Diretora
Inove Soluções em Liderança
Executive Coach

 

Retornar Artigos

 
Design by Immaginare
/* Track outbound links in Google Analytics */