[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]

Como manter a chama acesa no casamento depois de tantos anos juntos?



Ramy Arany
Ramy Arany

Todo casal ao se casar espera sustentar a tão famosa frase “felizes para sempre”. Penso que ninguém se casa esperando que o casamento não dê certo ou com a ideia de separação como meio de solucionar as dificuldades do relacionamento. O pensamento mais comum é de que com o casamento tudo ficará melhor, pois a convivência diária trará a condição de transformação das dificuldades produzindo uma relação harmoniosa. Com o passar do tempo, contudo, o que se percebe é justamente o contrário, pois o que já era dificultoso na relação tende a piorar, justamente pela convivência ser ainda mais próxima.

A maioria das pessoas em geral pensa que o amor é sempre o mesmo e, acabam comparando o relacionamento do hoje com aquilo que foi no passado, como um ponto de referência. Porém, com o passar do tempo, o amor vai mudando de acordo com os acontecimentos que afetam a relação. Contudo, isto não significa que seja negativo, pois quando há o verdadeiro amor entre o casal a mudança se torna natural. Para se manter a chama do amor acesa, mesmo após tendo passado muitos anos de casamento é importante:

- Que seja considerada natural as transformações da relação, sabendo sustentar o amor verdadeiro.

  • A paciência para a construção da relação no dia a dia dos tempos.
  • A amizade, o carinho, o respeito mútuo.
  • A conversa que deve ser parte da relação.
  • A vontade de sustentar a harmonia da relação.
  • A aceitação do outro como o outro é.
  • Saber fluir com as dificuldades normais.
  • Ser verdadeiro um com o outro, transparentes na relação.
  • Manter as boas lembranças não apenas como comparações, mas sim, como recordações de ciclos que já passaram.
  • Valorizar a relação como ela se apresenta no presente.
  •  Caminhar de acordo com as transformações da idade( aceitação do envelhecimento).
  • Abrir espaço para momentos a dois.
  • Ser na consciência de um completar o outro.
  • Saber que para o amor não existe idade e que o tempo não é um inimigo implacável.
  • Saber que a chama do amor necessita de nutrição e que a nutrição é construída a partir da escolha do casal.
  • Não existem dois amores iguais, portanto o amor que une um casal é pertencente a este casal.
  • Não existe amor nem casal perfeito. Existe apenas o amor verdadeiro e casais que escolhem construir suas relações de forma mais madura e harmoniosa.
  • Saber que o tempo passa e com ele os sinais de sua passagem.
  • Saber que se pode ser feliz em cada ciclo de tempo.

Ramy Arany – assistente social, terapeuta comportamental, escritora, coach, consultora, palestrante, autodidata, pesquisadora e desenvolvedora da consciência Especialista na Liderança feminina, no comportamento, em relacionamentos e maternidade. Escritora dos livros Eternamente Ísis – O retorno do feminino ao Sagrado e Visão Gestadora – A visão em teia. Co-fundadora do Instituto KVT e fundadora do KVT Feminino e Sócia Diretora da Inove Soluções em Liderança.

Face: www.facebook.com/kvtfeminino / Site: www.kvtfeminino.com

 

Retornar Artigos

 
Design by Immaginare
/* Track outbound links in Google Analytics */