[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]



[Fechar]

WEPS – PRINCÍPIOS DE EMPODERAMENTO DAS MULHERES



Visão Geral

Os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, sigla em inglês) são um grupo de Princípios para o meio empresarial oferecendo orientação sobre como delegar poder às mulheres no ambiente de trabalho, mercado de trabalho e na comunidade. Eles são o resultado de uma colaboração entre a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e o Pacto Global das Nações Unidas e são adaptados dos Princípios Calvert para Mulheres®. O desenvolvimento dos Princípios de Empoderamento das Mulheres incluiu um processo de consulta em entre stakeholders diversos que começou em março de 2009 e culminou com seu lançamento no Dia Internacional da Mulher em março de 2010.

Com o subtítulo de Equality Means Business, os Princípios enfatizam o caso de negócio de ação corporativa para promover a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres, e se baseiam em práticas de negócios e insumos da vida real colhidos do mundo todo. Os Princípios de Empoderamento das Mulheres buscam apontar a melhor prática, trabalhando com a dimensão de gênero da responsabilidade, do Pacto Global da ONU e o papel do meio empresarial no desenvolvimento sustentável. Além de ser um guia útil para as empresas os Princípios procuram subsidiar outros stakeholders, incluindo os governos, em seu envolvimento com o meio empresarial.


Princípio 1: Estabelecer uma liderança corporativa de alto nível para a igualdade entre gêneros

A Liderança Promove Igualdade entre Gêneros

  • Afirmar apoio de alto nível e direcionar as políticas do mais alto nível para a igualdade de gênero e direitos humanos.

  • Estabelecer metas abrangendo toda a empresa para igualdade de gênero e incluir o progresso como um fator nas revisões de desempenho dos administradores.

  • Envolver stakeholders internos e externos no desenvolvimento de políticas, programas e planos de implementação da empresa que promovam a igualdade.

  • Garantir que todas as políticas sejam sensíveis a gênero – identificando fatores que impactem mulheres e homens de forma diferente – e que a cultura corporativa promova igualdade e inclusão.

Exemplos de Empresas

  • Um grupo internacional de mineração com sede no Reino Unido mandou elaborar um guia de recursos sobre como engajar as mulheres e grupos comunitários como uma principal diretiva política de suas operações de negócios.

  • Uma avaliação no mais alto nível da uma empresa global de contabilidade e consultoria concluiu que a empresa estava perdendo negócios por deixar de captar e manter profissionais mulheres com grandes habilidades, e com base nesses resultados, trabalhou para mudar a cultura e a política da empresa por meio do envolvimento da liderança e da diretoria.

  • A administração de um fabricante de vestuário da Ásia Oriental implementou uma abordagem abrangente e integrada de empoderamento das mulheres com programas reconhecendo as realizações das empregadas e apoiando a promoção das mulheres na empresa por meio de amplas iniciativas de educação, treinamento e segurança.


Princípio 2: Tratar todos os homens e mulheres de forma justa no trabalho - respeitar e apoiar os direitos humanos e a não discriminação

Oportunidades Iguais, Inclusão e Não-discriminação

  • Pagar remuneração igual, incluindo vantagens, para trabalho de igual valor, bem como lutar para pagar um salário digno a todas as mulheres e homens.

  • Garantir que as políticas e práticas do ambiente de trabalho estejam livres de discriminação com base em gênero.   

  • Implementar práticas de recrutamento e retenção sensíveis ao gênero e recrutar e nomear mulheres pró-ativamente para cargos de gerência e administração e para o conselho de administração.

  • Garantir uma participação suficiente de mulheres - 30% por cento ou mais – na tomada de decisão e governança em todos os níveis e as áreas do negócio.   

  • Oferecer opções flexíveis de trabalho, oportunidades de licença e reingresso a cargos de igual remuneração e status.

  • Apoiar o acesso a crianças e cuidado com dependentes fornecendo serviços, recursos e informações tanto para mulheres quanto para homens.

Exemplos de Empresas

  • Para reter e captar mulheres mais qualificadas, um grupo financeiro da Europa Oriental deu início a um amplo trabalho de coleta e análise de dados, seguido por recomendações sobre o tratamento de suas empregadas mulheres.

  • Em um esforço para preencher as lacunas de remuneração com base em gênero, um grupo global de seguros dedicou 1,25 milhões de Euros ao longo de três anos.

  • Uma grande empresa de serviços financeiros na Austrália oferece uma política de licença para os pais que fornece um total de dois anos de licença para o principal cuidador, a qual pode ser tirada de forma flexível em vez de em tempo integral.

  • Para dar apoio à diversidade e inclusão, uma empresa multinacional de aço estabeleceu um comitê especial composto de administradores e trabalhadoras mulheres para identificar interesses de empregadas mulheres e, em resposta, organiza treinamentos e programas.


Princípio 3: Assegurar a saúde, a segurança e o bem estar de todos os trabalhadores e trabalhadoras

Saúde, Segurança e Ausência de Violência

  • Levando em consideração os diferentes impactos em mulheres e homens, fornecer condições seguras de trabalho e proteção contra a exposição a materiais perigosos e divulgar riscos em potencial, incluindo à saúde reprodutiva.

  • Estabelecer uma política de tolerância zero a todas as formas de violência no trabalho, incluindo verbal e/ou física e prevenir assédio sexual.          

  • Esforçar-se para oferecer seguro de saúde e outros serviços necessários – inclusive para sobreviventes da violência doméstica – e garantir igual acesso a todos os empregados.

  • Respeitar os direitos de trabalhadores homens e mulheres de tempo livre para cuidados médicos e orientação profissional para si mesmos e seus dependentes.            

  • Em consulta com empregados, identificar e atender questões de segurança, inclusive de mulheres que se deslocam de e para o trabalho em assuntos relacionados à empresa.

  • Treinar a equipe de segurança e os gerentes para reconhecer sinais de violência contra as mulheres e entender leis e políticas da empresa sobre tráfico humano, exploração de trabalho e exploração sexual.

Exemplos de Empresas

  • Partindo de um estudo iniciado pela empresa para determinar os benefícios econômicos da conscientização sobre a saúde do empregado, uma grande empresa de vestuário firma parceria com profissionais de educação de saúde para oferecer treinamento a empregados sobre saúde reprodutiva e materna, prevenção de doenças e acesso a tratamentos.

  • Reconhecendo a necessidade de apoiar pais que trabalham, uma empresa de comunicação do Quênia oferece cuidado diurno a crianças e um médico no local, além de ampla cobertura médica incluindo cuidados pré- e pós-natal.

  • Duas empresas espanholas oferecem a vítimas de violência doméstica serviços de colocação de emprego especificamente adaptados a suas necessidades de facilitar a transição ao ambiente de trabalho.

  • Um fabricante de roupas de Sri Lanka demonstra seu compromisso com a criação e manutenção de um ambiente de trabalho seguro e sadio – e reconhecimento das diferentes necessidades de empregados homens e mulheres – através de uma gama de políticas e programas direcionados, incluindo cuidados especiais para empregadas grávidas, e avaliações de risco e monitoramento sistemático de suas fábricas, processos e equipamentos.


Princípio 4: Promover a educação, a formação e o desenvolvimento profissional para as mulheres

Educação e Treinamento

  • Investir em políticas e programas do local de trabalho que abram caminho para a promoção das mulheres em todos os níveis e áreas do negócio, bem como estimular as mulheres a entrar em campos de trabalho que não os tradicionais.

  • Garantir igual acesso a todos os programas de educação e treinamento com apoio da empresa, incluindo aulas de instrução, treinamento vocacional e de tecnologia de informação.

  • Fornecer oportunidades iguais para contatos e tutoria formal e informal.

  • Oferecer oportunidades para promover o caso de negócio para o empoderamento das mulheres e o impacto positivo da inclusão para homens e mulheres.

Exemplos de Empresas

  • Para abrir oportunidades para o avanço da carreira das mulheres nas áreas de TI, uma multinacional de tecnologia dos Estados Unidos mantém parcerias estratégicas com organizações de mulheres em muitos dos países em que opera, para promover a educação e treinamento e reconhecer as realizações das mulheres em TI.

  • Uma grande empresa aérea europeia atende jovens por meio de projetos de educação para derrubar as barreiras que tradicionalmente limitam o acesso das mulheres a certos empregos do setor e homens a outros.

  • Uma grande empresa de serviços financeiros na Austrália oferece várias iniciativas com foco no apoio às mulheres no trabalho, incluindo uma plataforma on-line para ajudar mulheres australianas a fazer contato com mulheres de outros países para compartilhar informações, pesquisas e aconselhamento na carreira.


Princípio 5: Implementar o desenvolvimento empresarial e as práticas da cadeia de abastecimento e de marketing que empoderem as mulheres

Desenvolvimento Empresarial, Cadeia de Fornecimento e Práticas de Comercialização

  • Expandir relacionamentos com empresas de propriedade de mulheres, incluindo pequenas empresas, e mulheres empresárias.

  • Apoiar soluções sensíveis a gênero para as barreiras ao crédito e empréstimo.

  • Solicitar aos parceiros e a seus pares para respeitarem o compromisso da empresa de promover a igualdade e a inclusão.

  • Respeitar a dignidade das mulheres em todos os materiais de marketing e outros da empresa.

  • Garantir que os produtos, serviços e instalações da empresa não sejam usados para tráfico humano e/ou exploração do trabalho ou exploração sexual.

Exemplos de Empresas

  • Reconhecendo o papel em crescimento das mulheres empresárias, um grande banco do Reino Unido lançou serviços financeiros especializados, oportunidades microfinanceiras e empréstimos de negócios e também fornece um centro de recursos on-line para mulheres empresárias que dirigem pequenas e médias empresas.

  • Um fabricante da Suécia ajuda a mulheres produtoras de matérias-primas em países em desenvolvimento a negociar diretamente com o fabricante, dessa forma aumentando sua renda pela redução do número de intermediários na cadeia de fornecedores.

  • Para tornar o escopo da violência contra as mulheres visível a um público internacional, uma empresa global de publicidade formou parceria com uma organização da ONU para desenvolver uma campanha de conscientização usando a televisão e a Internet.


Princípio 6: romover a igualdade através de iniciativas comunitáras e de defesa

Liderança e Engajamento Comunitário

  • Mostrar pelo exemplo – evidenciar o compromisso da empresa com a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

  • Alavancar influência, sozinho ou em parceria, para defender a igualdade de gênero e colaborar com parceiros, fornecedores e líderes da comunidade para promover a inclusão.

  • Trabalhar com stakeholders da comunidade, oficiais e outros para eliminar a discriminação e a exploração e abrir oportunidades para mulheres e moças.

  • Promover e reconhecer a liderança e contribuições das mulheres em suas comunidades e garantir a representação suficiente das mulheres em qualquer consulta comunitária.

  • Usar programas de filantropia e concessão para apoiar o compromisso da empresa com a inclusão, igualdade e direitos humanos.

Exemplos de Empresas

  • Uma grande empresa internacional de cosméticos lançou e vendeu produtos para obter fundos para organizações comunitárias trabalhando para acabar com a violência doméstica no mundo.

  • Uma empresa multinacional de mineração com atuação em Gana implementou um programa de destaque de gênero para estimular empregadas mulheres a assumir maior responsabilidade dentro da mina e fazer contato com a comunidade local.

  • Uma multinacional fabricante de roupas dos Estados Unidos concede subsídios a organizações comunitárias para delegar poder às mulheres em localidades em que atua.


Princípio 7: Medir e publicar relatórios dos progressos para alcançar a igualdade entre gêneros

Transparência, Medição e Prestação de Informações

  • Divulgar publicamente as políticas da empresa e plano de implementação para promover a igualdade de gênero.

  • Estabelecer marcos que quantifiquem a inclusão das mulheres em todos os níveis.

  • Medir e divulgar o progresso, tanto interna quanto externamente, usando dados desmembrados por sexo.

  • Incorporar marcadores de gênero nas obrigações contínuas de prestação de informações.

Exemplos de Empresas

  • Uma empresa de moda de médio porte de Israel se tornou a primeira de seu tamanho a publicar um Relatório de Responsabilidade Social e Ambiental refletindo o seu compromisso com a igualdade de gênero.

  • Uma instituição financeira espanhola publica seu compromisso com oportunidades iguais e inclusão em seu site e regularmente se submete a diagnóstico externo de igualdade validado por um órgão governamental autônomo.

  • Uma empresa de mineração da África do Sul inclui um detalhamento dos empregados por gênero e raça em nível ocupacional em seu Relatório de Sustentabilidade.

  • Duas empresas australianas – uma bancária, uma de consultoria – usam os sete Princípios de Empoderamento das Mulheres como um guia de relatório de igualdade de gênero.


Fonte: Women's Empowerment Principles

 

 
Design by Immaginare
/* Track outbound links in Google Analytics */