BPW

PALAVRA DA PRESIDENTE

Em recente reunião com a ONU Mulheres e o FORUM WEPS, nos quais a diretoria da BPW São Paulo esteve presente, foi distribuído material para os participantes, contendo dados muito interessantes, alguns dos quais menciono a seguir, ligados às Mulheres e o Mercado de Trabalho.

De acordo com o censo de 2010, as mulheres são atualmente 58% dos universitários no Brasil. Entretanto, elas representam apenas 2% dos presidentes das 250 maiores empresas brasileiras (2013 – Consultoria Bain & Company).

Segundo pesquisa da FGV Direito S.Paulo, com base nos dados de 800 empresas de capital aberto, disponíveis na CVM, 66,5% das empresas não apresentam nenhuma mulher em posição de diretoria executiva. Em 2013 o número de mulheres nos conselhos de administração girava em torno de 8%.

As mulheres ainda são as responsáveis pelos afazeres domésticos. Relatório do IPEA menciona que a média de dedicação das mulheres a esse tipo de trabalho é de 26 horas semanais contra a média de 10 horas semanais entre homens.

No Brasil, a média salarial feminina corresponde a 74,5% da média salarial masculina (PNAD e IBGE/2014).

Além de desafios práticos que as mulheres enfrentam no mercado de trabalho, como a conciliação da carreira e família de forma mais intensa que os homens, precisam lidar com obstáculos invisíveis: os estereótipos. O Center for Worklife Law da Universidade da Califórnia, validou em pesquisa a existência de quatro grupos de estereótipos que dificultam o avanço profissional feminino: barreira da maternidade, corda justa, prove novamente e guerra de gênero.

Os países que promovem os direitos das mulheres e aumentam o acesso delas aos recursos e ao ensino têm taxas de pobreza mais baixas, crescimento econômico mais rápido e menos corrupção do que os países onde isso não ocorre, de acordo com evidências do estudo Desenvolvimento e Gênero – Igualdade de Gêneros em Direitos, Recursos e Voz, do Banco Mundial.

Estes são apenas alguns dados que registro aqui, para que nos conscientizemos da importância de nossa luta, que teve início em 1919, por Lena Madesin Philips, ao criar a BPW nos EUA e transformá-la em Federação, em 1930. Ela tinha uma grande visão de futuro, não desejava a supremacia das mulheres sobre os homens e sim a igualdade entre os gêneros, sendo reconhecidos como iguais mental e fisicamente. Tal igualdade era totalmente atrelada à questão financeira. Muito já se fez, mas ainda temos um longo caminho a percorrer.


Márcia Kitz | BPW-SP

Meu abraço carinhoso,

Márcia Kitz
Presidente BPW-SP

 

 

 

 



BPW BRASIL

Encontro Regional BPW



BPW INTERNACIONAL

XXIX BPW International Congress



CONALIFE

2o. CONALIFE



BOAS VINDAS ÀS NOVAS ASSOCIADAS BPW-SP

Amanda Accioli
Amanda Accioli
Kátia Rodrigues dos Santos
Kátia Rodrigues dos Santos
Mariana Pazianotto Deperon Bastos
Mariana Pazianotto Deperon Bastos


BPW-SP INFORMA

Isabel MouraSORORIDADE
Por Isabel Moura

Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O conceito da sororidade está fortemente presente no feminismo, sendo definido como um aspecto de dimensão ética, política e prática deste movimento de igualdade entre os gêneros. Do ponto de vista do feminismo, a sororidade consiste no não julgamento prévio entre as próprias mulheres que, na maioria das vezes, ajudam a fortalecer estereótipos preconceituosos criados por uma sociedade machista e patriarcal. A sororidade é um dos principais alicerces do feminismo, pois sem a ideia de “irmandade” entre as mulheres, o movimento não conseguiria ganhar proporções significativas para impor as suas reivindicações.

A origem da palavra sororidade está no latim sóror, que significa “irmãs”. Este termo pode ser considerado a versão feminina da fraternidade, que se originou a partir do prefixo.

 



ONU Mulheres08.03.2017 - As mulheres e as mudanças no mundo trabalho: por um Planeta 50-50, artigo da diretora executiva da ONU Mulheres
Por Phumzile Mlambo-Ngcuka

No mundo inteiro, a maior parte das mulheres e meninas dedica um número excessivo de horas para as responsabilidades domésticas. Em geral, elas empregam nessas tarefas mais que o dobro de tempo que os homens e meninos. Essa divisão desigual de trabalho tem origem no aprendizado das mulheres e meninas e das suas possibilidades de obter um trabalho remunerado, fazer esporte  ou se desenvolver como líderes cívicas ou comunitárias. Isso determina os padrões de desvantagens e vantagens relativas à posição das mulheres e dos homens na economia, suas atitudes e lugares de trabalho.

Queremos construir um mundo de trabalho distinto para as mulheres. À medida que crescem, as meninas devem ter a possibilidade de acessar ampla variedade de carreiras e devem ser encorajadas a decidir para além das opções tradicionais, nas áreas de serviço e atenção, e que lhes permitam conseguir empregos na indústria, arte, função pública, agricultura moderna e ciência.

Saiba mais



Lode RafoulRelato de Visita à cidade de Santiago, Chile. Conhecendo 2 Associadas da BPW Santiago.
Por Lode Rafoul

A minha visita para Santiago no Chile foi rápida, mas foi proveitosa.

Pude conhecer pessoalmente 2 Associadas da BPW Chile:  Dora Munoz Contreras e Maria Angelica Munoz. Nos encontramos no final do dia 07/03 na confeitaria Torres a mais conceituada da Cidade.  Saboreamos uma das bebidas tradicionais Pisco Sour .

Conversamos sobre as principais atividades das BPWs  Brasil e Chile. Trocamos ideias de como poderíamos nos aproximar. Maria Angelica Munoz uma das associadas fundadoras está sempre em contato com Dora. Maria Angelica quer passar os seus conhecimentos para que Dora siga confiante. Dora, a atual Presidente da BPW de Santiago, relatou que está preparando as Young BPW Chile para assumirem e darem continuidade a presença da Associação Chilena. Explicou que as Associadas Fundadoras estão sendo convidas a interagirem com mais frequência para ensinar e transmitir um pouco das experiências acumulada ao longo destes anos. A Presidente BPW Chile continua sendo uma das fundadoras. A BPW Chile existe a mais de 29 anos.

Saiba mais



Gladis CostaA voz feminina na agenda
Por Gladis Costa

No mês dedicado à comemoração do Dia Internacional da Mulher, quando se discute o empoderamento feminino, gender gap - e outras importantes tags, é impossível não notar o número de iniciativas voltadas ao mundo feminino em todos os segmentos. Sem dúvida muito tem sido feito, mas parece que a data tem mais impacto no varejo do que no reconhecimento profissional da mulher, pelo menos algo que se perpetue ao longo do ano. Os ventos (e eventos) sinalizam mudanças!  Tomara que a comemoração não seja apenas um evento pontual.

Apesar de toda esta movimentação, é triste constatar que esta mulher, que amadureceu tanto, é talentosa, articulada, conseguiu revolucionar a NASA, tem baixa representatividade no circuito de palestras. Todos sabemos que além de dar visibilidade à própria persona, falar num evento demonstra autoridade sobre o assunto, fortalece a interação com clientes e parceiros, reforça a percepção da marca e “vende”, porque um bom pitch pode influenciar na aquisição de produtos, cria tendências, transmite valores, engaja.  E mesmo tendo muita informação, as mulheres poucas vezes são convidadas a dar palestras e quando são, nem sempre conseguem confirmar presença. Por que?

Saiba mais



INDIQUE UMA AMIGA!

Traga uma amiga para conhecer os benefícios de ser Associada da BPW-SP.


 

 

Siga-nos: Siga a BPW-SP no Blog  Siga a BPW-SP no Facebook


BPW-SP



Visite nosso site www.bpwsp.org.br verifique nossa agenda de eventos, parcerias e negócios.


Você já conhece nossas páginas no FACEBOOK e LINKEDIN?
Siga-nos e acompanhe mais estes canais de informação!


Trabalho Igual, Salário Igual


América Economia CENAM Chandon Enzo Calçados Hotel Fazenda Foz do Marinheiro
Global Expert Resources | GER Services Home Angels Immaginare Design | Marketing Digital Jô Slaviero e Guedes Language Land
Luciana David Luciene Villa Wertheim Maria Cecilia Parasmo Programa Aurora Saint Paul Escola de Negócios
São Pedro Spa Médico Faculdade e Conservatório Souza Lima Studio Ana Arte Vitrine Hair Studio WEConnect International
BPW